skip to Main Content

Entenda o que é SCRUM as etapas desta metodologia ágil

Saber o que é SCRUM e aplicar essa metodologia na sua empresa vai revolucionar a sua produtividade.

O SCRUM é uma metodologia ágil, desenvolvida para organizar processos complexos e impulsionar as equipes da empresa.
Inicialmente utilizada apenas em desenvolvedoras de softwares, a metodologia SCRUM rapidamente ganhou o mercado e hoje pode ser aplicada até mesmo em tarefas pessoais como escrever um livro.

Trazemos informações sobre metodologias ágeis para te apoiar na transformação do conhecimento em resultados para seu negócio.

O que é SCRUM?

SCRUM é uma das metodologias ágeis (agile) utilizado principalmente no desenvolvimento de softwares e aplicativos. Entretanto, pela sua aplicação simples e alto desempenho nos resultados, o SCRUM vem gradualmente ganhando espaço em outros mercados também.
Desenvolvido por Jeff Sutherland, piloto da aeronáutica, o SCRUM nasceu para mudar a forma como processos de gestão eram feitos. Para o idealizador, era possível comparar o desenvolvimento de processos com a tarefa de pousar um avião.

Jeff Sutherland explica que: não há uma fórmula pronta para pousar um avião, contudo, há uma série de processos e ajustes que são feitos em tempo real para corrigir a rota e chegar ao solo em segurança.
O significado do nome SCRUM vem do Rugby. No esporte, quando a linha de defensores “se fecha” e empurra o time todo para frente. A metodologia incorpora essa prática e faz com que alguns membros do SCRUM TEAM atuem como defensores, impulsionando as tarefas para frente.
Assim nasceu o SCRUM Agile, uma metodologia ágil para desenvolvimento de soluções e processos.

Como funciona na prática?

O SCRUM divide o projeto em pequenos ciclos de atividades, e cada pequeno ciclo é seguido por uma reunião para que a equipe possa dar feedbacks sobre os processos e alinhar os passos seguintes.
Entretanto, diferente do que se possa supor, as reuniões são curtas e em tempo real, quase como um bate-papo rápido. O principal objetivo do SCRUM é garantir que cada passo seja acompanhado de perto e possa receber feedbacks o quanto antes. Agilizando as correções necessárias.
Diferente da prática comum em muitos escritórios “faça tudo, me apresente, e vamos corrigir depois”. Os processos desenvolvidos com SCRUM passam por revisões ao final de cada etapa.

banner diagrama de ishikawa


Quais são suas etapas?

O SCRUM pode ser dividido nas seguintes etapas:

  • Product Backlog: são os objetivos de um projeto. São, por exemplo, as funcionalidades que serão desenvolvidas para um aplicativo;
  • Sprint Backlog: são as informações referentes ao SPRINT que será executado, por exemplo: dados e detalhamento sobre uma função específica que será desenvolvida para um aplicativo;
  • Sprint (ou Scrum Sprints): são ciclos pré-determinados de produção, cada ciclo Sprint tem um valor macro em dias, e cada dia de trabalho funciona como um pequeno ciclo em si, que começa com a criação e termina na reunião diária;
  • Daily Scrum (ou Scrum Daily), é a reunião diária para acompanhamento do projeto;
  • Sprint Review: reunião de revisão marcada para o final de cada Sprint;
  • Sprint Retrospective: não é sempre necessária, tem o objetivo de rever erros e equívocos cometidos durante o Sprint. Essa tarefa pode fazer parte de Sprint Review;
  • Entrega: quando o projeto foi finalizado.

Por ser um processo de melhoria contínua, o SCRUM jamais se dá “por encerrado”. Uma vez que diversos serviços sempre são passíveis de melhorias e atualizações. Aplicativos e softwares, por exemplo, estão sempre recebendo novas funcionalidades.
A equipe responsável pelo SCRUM é chamado de SCRUM TEAM, com papéis bem definidos para que, no conjunto dos esforços, cada processo seja o mais produtivo possível.

Quais são os membros do SCRUM TEAM? (time SCRUM)

Um processo de SCRUM terá que contar com, no mínimo, três elementos:

  • O Product Owner;
  • O SCRUM Master;
  • O Time de Desenvolvimento.

Podem existir outros papéis para aplicação do SCRUM, de todo modo, o framework básico nunca poderá funcionar sem ao menos os três elementos apresentados acima. Lembrando que um mesmo profissional pode assumir mais de uma função no SCRUM.

Product Owner (PO)

O Product Owner (PO) é o elemento central no SCRUM e tem poder de escolha sobre o produto final. Ele é o responsável por decidir o que será feito e a ordem de prioridade para cada etapa.
O Product Owner deve comunicar para todos os envolvidos no SCRUM quais são os objetivos principais do processo. O PO então é o gestor global de todas as ações.

SCRUM Master (SM)

É responsável por atuar como um técnico que mantém a equipe unida em busca dos objetivos. Seu principal objetivo é manter todos os envolvidos no SCRUM focados.
Caso o SM identifique um processo estagnado, é seu dever buscar soluções e estratégias para que a produção volte o mais rápido possível. Algumas vezes o SM também pode atuar como um coach, prestando auxílio motivacional aos envolvidos no SCRUM.
O SM precisa facilitar a vida do time de desenvolvimentos, eliminar empecilhos, esclarecer dúvidas na comunicação entre o Desenvolvimento e o Product Owner.

Desenvolvimento

O time de desenvolvimento é responsável por produzir a solução. No SCRUM original esse time seria composto pelos programadores e designers encarregados na elaboração do software ou aplicativo.

Como funciona o SPRINT

O Sprint é composto primordialmente por um tempo limite (time box), dentro do qual diversas atividades serão executadas. Todas as tarefas desenvolvidas durante o Sprint foram registradas no Sprint Backlog que por sua vez advém do Product Backlog.
Na prática um SPRINT funciona assim: depois de discutidas todas os objetivos no desenvolvimento de um produto, a empresa terá um prazo em dias para que esse produto seja produzido. Entretanto, ao final de cada dia há um Daily Scrum que tem como função acompanhar e dar feedback em tempo real de tudo o que está sendo feito.
Os idealizadores do SCRUM dizem que o Sprint precisa ter entre 5 dias e 2 semanas. Esse valor claro irá variar de empresa para empresa e de produto para produto.

DevOps

DevOps é outra metodologia ágil, que tem como principal objetivo integrar os processos das equipes desenvolvedoras de softwares. O nome vem de Desenvolvimento e Operações, dois setores diferentes e com motivações distintas.

DevOps é sustentado por três pilares:

  • Integração contínua: com fácil transferência de conhecimento e experiência entre os setores;
  • Implementação contínua: como é comum nas outras metodologias ágil, o DevOps também lida com melhora contínua de todos os processos;
  • Feedback contínuo: por fim, os profissionais do DevOps também buscam feedbacks diários sobre as suas tarefas.

DevOps possui especificações que diferenciam do SCRUM. Entretanto, as duas metodologias apresentam qualidades similares, como grande produtividade e melhoramento constante dos processos.

User Experience

O SCRUM se adapta perfeitamente ao conceito de User Experience (UX), pois ele é focado inteiramente na entrega do produto com base no que o cliente precisa ou deseja.
Se antigamente desenvolvedores de produtos pensaram em colocar no mercado algo “bonito”, hoje esses mesmos desenvolvedores querem investir em soluções funcionais.
Tudo o que fizer sentido para o usuário e melhorar a relação dele com o produto ou serviço será bem aceito pelo mercado.

Growth Hacker

O Growth Hacker é o conceito de “testar rápido, crescer rápido”. Dentro do Growth Hacker existe a brincadeira do “cometa o máximo de erros o mais rápido possível”, pois assim você será capaz de aprender e corrigir a rota.
O SCRUM pode ser utilizado em conjunto com técnicas de Growth Hacker em busca de soluções melhores e feedbacks mais rápidos para os projetos propostos.

O que são metodologias ágeis?

Metodologias ágeis são todos os processos que fazem parte do “Manifesto ágil”. São um conjunto de práticas que mudam a forma como os projetos são gerenciados. Proporcionando maior agilidade e fácil adaptação às mudanças.
Já o “Manifesto Ágil” é um documento produzido por desenvolvedores, esse manifesto serve para demonstrar aos gerentes que o time de desenvolvedores exigia mudanças em diversos processos. O manifesto também garante a solidificação das novas regras estabelecidas e a clareza das informações para quem deseja implementar metodologias ágeis em suas empresas.

As três metodologias ágeis mais utilizadas atualmente são:

  • SCRUM;
  • Kanban;
  • MSF (Microsoft Solutions Framework).

SCRUM x Diagrama de Ishikawa: como utilizar os dois em conjunto

O Diagrama de Ishikawa é uma ferramenta desenvolvida especialmente para controlar a qualidade dos diferentes processos de uma empresa. Pode ser utilizada em conjunto com o scrum para registar os feedbacks diários do Daily Scrum.

Diferença entre SCRUM e Kanban

Kanban é uma ferramenta visual que organiza as tarefas em um quadro, normalmente dividido em três etapas:

  • A fazer;
  • Em execução;
  • Finalizadas.

A grande vantagem do Kanban é garantir que todos os envolvidos em um processo saibam em qual estágio está o trabalho do companheiro. Muito útil para empresas que precisam de diversos profissionais envolvidos na entrega de um trabalho.
Você pode utilizar o Kanban em conjunto com o SCRUM, principalmente na etapa de SPRINT, quando a empresa toda estará focada na entrega de um produto específico.

banner planilha gestão de projetos ágeis

Utilize o SCRUM e desenvolva soluções em tempo recorde

Agilize os processos da sua empresa hoje mesmo. Você terá uma ferramenta poderosa para aumentar o desempenho da sua equipe, por um valor baixo. Melhore a comunicação interna, crie um ambiente mais saudável para a troca de feedbacks e garanta que todos os projetos sejam entregues no prazo.

Nós da EvoluHub trabalhamos todos os dias para trazer conteúdos e ferramentas produtivas que facilitam a vida das pessoas em seus empreendimentos, independente da fase do negócio.
Aplique o que aprendeu e nos conte os resultados. Você aprende conosco e nós também aprendemos com as suas necessidades. Isso é sinal de inteligência.

Saiba mais sobre nós

Back To Top